03 junho, 2011

Silêncios


Os silêncios das tardes
são como os da alma
Profundos

No aconchego dos anos
ameaçam as noites
sufocantes
e agarram-se ao corpo
e à alma
e ao luto
      com raízes de memória

e com todos os agostos
passados na eira.
c. p. 

23 comentários:

Aves Matos disse...

Como é maravilhoso o poder da palavra.. Obrigado.

aikatherine disse...

Imagem do poema é um rápido .. muito impressionante .. lindo, simples ..

Darwin Bruno disse...

Lindas palabras, una poesía cargada de mucho sentimiento.Me gusta tu Blog. porque toca la parte humana de la vida.Me apenan los ancianos por el abandono en que están la mayoría de ellos, sobre todo en los países industrializados. Tienes buenas informaciones que nos traen recuerdo de que podríamos llegar a donde están ellos. Las fotografías y el contenido es excelente, pero cargado de mucha nostalgia. Seguiré visitándote y seré unos de tu seguidores con el permiso tuyo.
Le envío un cálido y que la Paz de Dios quede con UD.

http://socialculturalyhumano.blogspot.com/

Nina Pilar disse...

a arte de escrever é fantástica, estou encantada com teus textos.

um ótimo domingo amigo. voltarei. sempre

super abraço

lilabraga disse...

lindo e poetico blog!!!...simplesmente lindo!

Maria disse...

Um poema e imagem que retratam tão bem um mundo de memória que ficam na reta final da vida. Lindo e tocante!
Beijinhos
Maria

Ivanete Nunes de Oliveira disse...

Olá,como vai? tudo bem? estou passando para te desejar um feliz feriadão.

hn disse...

belo e maduro, simplesmente!

Roberta Maia disse...

Simplesmente Lindo...
Amei seu Blog!!!Parabéns!!!

Muita Luz!!!

MOISÉS POETA disse...

Maravilhoso poema que diz muito em poucas palavras.

um grande abraço !

Adolescendo em Verso & Prosa disse...

Moisés...vc tem o dom da palavra..adorei!!!abraços poéticos a ti.

Marcelo Portuária disse...

A carga da emoção no poema talvez seja a espinha dorsal da sensibilidade que atravessa a leitura da vida; vencemos o que sentimos com uma atitude qualquer, mas podemos pouco entender o significado da expressão.

Belo post.

Marcelo Portuária
Visitem: alfarrabiosdeoutrora.blogspot.com
cidadaniadoscapitais.blogspot.com

Pastelaria disse...

Olá

Antes de mais , parabéns pelo Blogue...! Gostei do que vi

Gostaríamos muito que desse uma vista de olhos no projecto DVB, de saber a sua opinião, e qual o interesse em desenvolver o seu trabalho neste novo formato.

\"Transformamos\" os seus trabalhos (já editados em livro, ou não ...), num DVB- Digital Video Book, uma ideia original da Pastelaria Studios Productions

O projecto é recente, é uma inovação, tal como explicamos no nosso blogue:

http://pastelariaestudios.blogspot.com/

É exactamente isso, os seus poemas seriam "transformados" num DVB . Um livro que se vê como um filme ( com menu , extras, biografia, capítulos, etc... )

Não somos uma editora e prestamos essencialmente um serviço criativo.

A minha sugestão seria, enviar-nos os seus \"registos\", e nós faremos um orçamento.

Posso adiantar que, por ser um projecto novo e, embora o trabalho criativo (audio, voz, imagem, construção do DVB, etc) seja bastante, queremos chegar ao maior número de autores de obras escritas, mesmo que essas estejam (ainda...) na gaveta .

Realizamos e produzimos, também , Audio Book s

Fico a aguardar uma resposta e, qualquer dúvida… estamos por aqui.

A sua opinião é muito importante para nós, pois só assim conseguiremos crescer e melhorar sempre ! e.... porque não, arriscar ?!

Sem compromisso,-----------------escolha um dos seus poemas ou textos … e nós realizamos uma pequena amostra do nosso trabalho, é um presente nosso …para si …. :)

Um grande abraço desde aqui

Teresa Maria Queiroz

pastelariaestudios@gmail.com

Marcelo Portuária disse...

Nossos olhos encampam o infinito com pequenos grãos de areia; a trajetória humana é farelo de rocha que desgrenha de nós mesmos.

Bela postagem.

Marcelo Portuária

Visitem: alfarrabiosdeoutrora.blogspot.com
cidadaniadoscapitais.blogspot.com

Laura Peixoto disse...

Deslumbrante o teu blog.
Amei cada palavra,
cada imagem.
Vou puxar para o meu, se permitires:
http://lauramertenpeixoto.blogspot.com/
abraço

Silenciosamente ouvindo... disse...

Há muitos silêncios...
e a incógnita do que os
mesmos representam...
Um beijinho

Rosicler disse...

O silêncio no mistério das palavras...

Encantada.

Abraços e bem haja,

Rosicler

Roberta Maia disse...

Belas e encantadoras palavras...

Tenha uma Bela Semana!!!
Muita Luz!!!

Magro Costa disse...

Um ótimo branco & preto, perfeito, as sombras dessa foto são lindas.
Junto a belas palavras...

Abraços.

jackie disse...

Que bonitas palabras. Me encanta tu rinconcito, Un placer inmenso conocerte y seguirte!! Muchas bendiciones

ELIZABETH DE LIMA VENÂNCIO disse...

bom dia, que belo.

um abraço.

beth

marcoscariocasp disse...

cnão tenho palavras, para criticas, e simplesmente maravilhoso, parabens.

Célia Regina Carvalho disse...

Como gosto de ficar por aqui...