20 janeiro, 2011

Luis Ribeiro

Aqui diante de mim





Aqui diante de mim,
eu, pecador, me confesso
de ser assim como sou.
Me confesso o bom e o mau
que vão ao leme da nau
nesta deriva em que vou.
...
Me confesso de ser eu.
Eu, tal e qual como vim
para dizer que sou eu
aqui, diante de mim!

(Miguel Torga)
Ranhados (Mêda)

10 comentários:

Dulce B. disse...

belo conjunto de fotografias num impecável p/b bem acompanhadas de um bonito poema, mts parabens pelo blog de muito bom gosto.

paulofski disse...

A grandeza das fotografias num texto de sentimentos, tão próximos como se estivesse perto de alguém conhecido, de um bom e velho amigo. Magnífico!

Um forte abraço Carlos

evandro mezadri disse...

Combinação perfeita, fotos e palavras, bela obra.
Abraço e sucesso!

CÉU ROSÁRIO disse...

O Blog O TOQUE DE MIDAS

http://rosarinho12.blogspot.com/

deseja a todos os seus amigos
...
...uma semana Feliz!

shshnoselocuentesanadie disse...

hermoso trabajo!!!!!!!!!!

Eunisia disse...

Luis Ribeiro,
"Aqui diante de mim,
eu, pecador, me confesso
de ser assim como sou."
Acredito que todo ser humano deveria ser autêntico. Belo blog!!!
Dê uma espiada no meu:
http://meuseuseseus.blogspot.com/
Muita Luz!!!
Abs,
Eunísia

UniversoAtomico disse...

me encanto tu trabajo fotografico.....:)

O que Cintila em Mim disse...

Realmente a vida é um bem provisório...

JAIRCLOPES disse...

Fazia tempo que eu comparecia ao teu blogue, mas foi com grande alegria que constatei o quanto tuas reflexões merecem ser lidas. Aos lê-las me dei conta que ainda existe inteligência na bloguesfera, Parabéns, JAIR.

Odair Ribeiro disse...

"...me confesso o bom e o mau..."


Essa é a essência do ser humano.

Vim, gostei, vou mas voltarei!!